NOSSA HISTÓRIA

O Município de Iguaba Grande:

Originário de São Pedro da Aldeia, do qual foi desmembrado através de um processo de emancipação que se consumou na edição da Lei 2407, de 8 de junho de 1995, e instalado oficialmente na data de 1º de janeiro de 1997.

Antes da emancipação político-administrativa, Iguaba Grande era o 2º Distrito do Município de São Pedro da Aldeia, tendo sido criado em 8 de junho de 1954 pela Lei nº 2161.

Historicamente a formação da localidade vem desde o século XVII, quando os jesuítas fundaram a Aldeia de São Pedro do Cabo Frio, que deu origem a atual Cidade de São Pedro da Aldeia, início da catequese dos índios e colonização de toda a região.

Em Iguaba Grande, o processo de povoamento se intensificou em 1761 com a construção da Capela de Nossa Senhora da Conceição.

.

ASPECTOS CULTURAIS:

Capela de Nossa Senhora da Conceição – Construída em 1761 pelo padre capucho Francisco Borges com a ajuda dos índios, utilizando conchas trituradas, óleo de peixe e argamassa de barro. É bem tombado pelo INEPAC

Casa da Cultura de Iguaba Grande (Centro Educacional e Cultural Simonides Guimarães) – Casarão antigo no centro da cidade com exposição permanente de objetos históricos, feira de artesanato e oficinas de artes plásticas, dança e teatro. Inaugurada em junho de 2005;

Biblioteca Municipal Elysio Pacheco Paes – Fundada em 2000, no primeiro governo do município, ganhou nova e moderna sede em junho de 2006, com acervo ampliado e atualizado;

Sítios arqueológicos – Além dos sítios arqueológicos da cultura tupinambá, existentes em Sapeatiba e Estrada da Capivara, e já registrados no IPHAN, foram encontrados recentemente mais 15 sítios em todo o município, resultado da parceria entre o Museu Nacional e a nossa SEMEC Secretaria Municipal de Educação e Cultura que trouxe uma equipe de arqueólogos a Iguaba Grande no 2º semestre de 2005. Esse levantamento identifica nosso Município como um imenso repositório das tradições e cultura dos primeiros habitantes de nosso litoral;

Pedra da Salga – formação rochosa às margens da Laguna de Araruama, de interesse geológico e histórico. Era conhecida nos primórdios da colonização de nossa região como uma salina natural utilizada pelos índios e pelos primeiros europeus que por aqui passaram;

Casa de farinha – No bairro Arrastão das Pedras. Preservação do patrimônio histórico;

.

O SIGNIFICADO DO NOME IGUABA:

O topônimo Iguaba vem do tupi-guarani Yguaba, (y+guaba) significando bebedouro.

É assim que está consignado em diversas obras, tais como, o Pequeno Vocabulário tupi-português, do Padre Lemos Barbosa, Dicionário Morfológico tupi-guarani, do Prof. Moacir Ferreira da Costa, Dicionário tupi-português do Prof.Luiz Caldas Tibiriçá, O Tupi na Geografia Nacional, de Teodoro Sampaio e no trabalho acadêmico A morfologia sufixal indígena na formação de topônimos do Estado do Rio de Janeiro, do Prof. Alfredo Bragança Junior (UFRJ, 1992).

A acepção “lugar de muitas águas”, largamente difundida, é errada, não encontrando abonação em nenhuma obra relacionada às línguas indígenas brasileiras e também não tendo fundamentação histórica.

.

Fonte: site da Câmara Municipal de Iguaba Grande

Skip to content